BRAINSTORM (CRIATIVIDADE)

A maior parte das organizações encara o recrutamento sob a perspetiva de encontrar pessoas com as capacidades intelectuais ou a experiência certas, mais do que como são aplicadas estas qualidades. No entanto, existe uma consciência crescente de que são necessárias pessoas que disponham de capacidades como Resolução de Problemas e Geração de Ideias. Estas competências constituem uma base para gerir com eficácia pessoas e situações. Para ajudar a avaliar os seus gestores e futuros gestores nestas áreas de competência, a SHL desenvolveu o Brainstorm.

Mais do que nunca, as pessoas necessitam não só de reagir à mudança, mas de serem os seus impulsionadores. Uma competência fundamental relacionada com esta necessidade é a Criatividade. É vital identificar quem é capaz de perceber rapidamente qual é o problema e de avançar com soluções ou formas de lidar com as novas situações.

Brainstorm é um exercício de gestão que confronta os candidatos com uma variedade de situações de negócio desafiantes e lhes pede para gerarem ideias, sugestões e soluções. Avalia com objetividade a capacidade para pensar de modo flexível acerca de novos problemas.

Os resultados são apresentados em termos da fluência do candidato na produção de ideias, assim como da sua variedade e originalidade.

Brainstorm está disponível em dois níveis diferentes:

Brainstorm Gestores Seniores
Tempo de aplicação: 24 minutos
N.º de questões: 6

Brainstorm Gestores e Licenciados
Tempo de aplicação: 32 minutos
N.º de questões: 8

 
Raciocínio Diagramático (código: DT8)
O teste de Raciocínio Diagramático de Nível Avançado pode ser utilizado em complemento com os testes da MGIB. Avalia a capacidade de raciocínio abstracto (medida não verbal e não numérica da capacidade intelectual). Esta prova mede a aptidão para raciocinar em termos simbólicos e é particularmente relevante para funções na área das tecnologias da informação, análise de sistemas, programação, gestão de projetos ou gestão da produção.
Tempo de aplicação: 15 minutos
N.º de questões: 40

 
MGIB
O Banco de Itens para Licenciados e Gestores é utilizado na seleção, desenvolvimento e promoção de gestores experientes e quadros em todas as áreas de atividade. A existência de versões equivalentes é particularmente útil para quem trabalha no recrutamento, pois permitem evitar a repetição do mesmo teste com, por exemplo, recém-licenciados que passam por vários processos na procura do primeiro emprego.

Inclui os testes:

  • Raciocínio Crítico Verbal (código: VMG1, 2 e 5) Mede a capacidade para avaliar a lógica de vários tipos de argumentos. A tarefa consiste em decidir se uma afirmação referente a uma determinada informação, que foi transmitida ao candidato, é verdadeira, falsa ou se não existem dados suficientes para avaliar. O conteúdo desta prova foi concebido para a avaliação de licenciados e gestores.
    Tempo de aplicação: VMG1 e VMG2 25 minutos, VMG5 18 minutos
    N.º de questões: VMG1 e VMG2 48, VMG5 32


  • Raciocínio Crítico Numérico (código: NMG1, 2 e 5) Avalia a capacidade para tomar as decisões ou efetuar as inferências corretas a partir de dados numéricos. As tarefas envolvidas e os dados apresentados são muito relevantes para uma ampla variedade de funções de gestão. É permitida a utilização de máquina de calcular.
    Tempo de aplicação: NMG1 e NMG2 35 minutos, NMG5 20 minutos
    N.º de questões: NMG1 e NMG2 40, NMG5 20

 
CRTB
A Bateria de Raciocínio Crítico (CRTB) foi concebida para avaliar capacidades de raciocínio para funções administrativas, de supervisão e de chefia direta, incluindo supervisores administrativos, assistentes pessoais seniores e gestores estagiários. Estes testes podem também ser utilizados para avaliar candidatos a funções de vendas e assistência a clientes.

Inclui duas versões dos testes:

  • Avaliação Verbal (código: VC1.1, VC1.3) Mede a capacidade para compreender e avaliar a lógica de várias afirmações. Inclui uma variedade de assuntos com importância para os níveis de supervisão e gestão júnior.
    Tempo de aplicação: VC1.1 25 minutos, VC1.3 20 minutos
    N.º de questões VC1.1: 56, N.º de questões VC1.3: 30


  • Interpretação de Dados Numéricos (código: NC2.1, NC2.3) Avalia a capacidade de análise e de tomada de decisão com base em dados numéricos. São apresentados dados numéricos e informação estatística pouco complexa. Este teste é apropriado para qualquer função envolvendo análise e tomada de decisão baseadas em factos numéricos.
    Tempo de aplicação: NC2.1 30 minutos, NC2.3 20 minutos
    N.º de questões NC2.1: 40, N.º de questões NC2.3: 18


  • Séries de Diagramas (código: DC3.1) Mede a capacidade para raciocinar com diagramas e para reconhecer regras lógicas que regem sequências. Este teste é adequado para qualquer função em que a lógica e o raciocínio analítico sejam requeridos, como por exemplo em investigação técnica, programação de computadores, etc.
    Tempo de aplicação: 20 minutos
    N.º de questões: 40
 
CCAS - Testes de Aptidões do Contacto com o Cliente
Os Testes de Aptidões do Contacto com o Cliente medem as capacidades fundamentais relacionadas com funções de vendas e assistência a clientes. Os testes fazem parte do Portefólio do Contacto com o Cliente. Os primeiros dois são adequados para candidatos com o 9º ao 11º ano. Os dois últimos são mais ajustados para avaliar pessoas com o 12º ano de escolaridade até frequência universitária. Adequados para avaliar técnicos de vendas, equipas do retalho e distribuição, assistentes de televendas, front-offices no atendimento de clientes, equipas de call centres.

Inclui os testes:

  • Interpretação Verbal (código: VCC1) Mede a aptidão para compreender informação escrita de modo a chegar a conclusões objetivas e racionais. Esta tarefa é relevante para as funções das vendas e do contacto com o cliente em que os titulares recebem dados sobre os produtos sob a forma escrita, bem como comunicações escritas de clientes e colegas.
    Tempo de aplicação: 12 minutos
    N.º de questões: 36


  • Interpretação Numérica (código: NCC2) Mede a aptidão para compreender e utilizar dados numéricos de forma a responder a perguntas. A tarefa consiste em utilizar os quadros fornecidos para resolver problemas quantitativos simples. Os dados e as perguntas foram concebidos para simular o tipo de informação numérica que pode ser exigida em funções de vendas e de assistência ao cliente.
    Tempo de aplicação: 20 minutos
    N.º de questões: 35


  • Avaliação Verbal (código: VCC3) Mede a aptidão para compreender a lógica de vários excertos de textos. Mais exigente do que o VCC1, inclui uma série de tópicos importantes para posições na área das vendas e do contacto com o cliente.
    Tempo de aplicação: 30 minutos
    N.º de questões: 60


  • Avaliação Numérica (código: NCC4) Mais exigente do que o NCC2, este teste mede a aptidão para tomar decisões corretas e fazer inferências com base em dados numéricos. Esta prova é apropriada para qualquer função que envolva análise ou tomada de decisão baseadas em factos numéricos, mas a natureza dos dados apresentados tornam-na particularmente adequada para o trabalho nas vendas e na assistência a clientes.
    Tempo de aplicação: 30 minutos
    N.º de questões: 40
 
ITTS - Bateria para Funções da Informática
A Bateria para Funções da Informática é apropriada para seleção, desenvolvimento e promoção de profissionais trabalhando na área das Tecnologias da Informação. É adequada para utilização com candidatos com o Ensino Secundário completo até Diplomados Universitários. Adequada para avaliar engenheiros de software, analistas de sistemas, programadores, administradores de bases de dados.

Inclui os testes:

  • Raciocínio Verbal (código: VIT1) Mede a capacidade para avaliar a lógica de informação escrita. O teste cobre uma série de material relevante para as funções informáticas, como manuais do utilizador, manuais técnicos e artigos de imprensa sobre informática. A prova não implica conhecimentos prévios, mas foi concebida para candidatos que precisem de compreender e interpretar material escrito.
    Tempo de aplicação: 25 minutos
    N.º de questões: 48


  • Séries de Números (código: NIT2) Esta prova mede a capacidade de raciocínio numérico. De uma forma particular, avalia a capacidade para desenvolver estratégias e reconhecer relações existentes entre os números. Este teste é adequado para avaliar candidatos a funções de programação ou funções da área da informática em geral, nas quais o reconhecimento de relações numéricas ou de sequências numéricas é importante.
    Tempo de aplicação: 15 minutos
    N.º de questões: 30


  • Verificação de Texto de Computador (código: CIT3) É um teste de velocidade e precisão na verificação de séries de carateres compostas por letras, números e símbolos. Esta é uma aptidão de base importante na área da programação e especialmente relevante para operadores que introduzam dados em sistemas informáticos.
    Tempo de aplicação: 7 minutos
    N.º de questões: 60


  • Verificação de Sintaxe de Computador (código: CIT4) Mede a velocidade e exatidão na verificação de material impresso seguindo um conjunto de normas. Os candidatos têm de avaliar se uma linha de um programa de computador está ou não conforme esse conjunto de regras. Este teste é relevante na avaliação para qualquer função que inclua codificação, linguagens de programação ou verificação de códigos de programação.
    Tempo de aplicação: 10 minutos
    N.º de questões: 40


  • Instruções Complexas (código: DIT5) O teste foi concebido para ser utilizado na seleção de quadros e especialistas de informática e mede a capacidade de análise lógica, através da execução de uma tarefa similar a um esquema de fluxos.
    Tempo de aplicação: 20 minutos
    N.º de questões: 50


  • Raciocínio Diagramático (código: DIT6) Mede a capacidade para inferir um conjunto de regras a partir de um fluxograma e para aplicar estas regras a novas situações. Este teste é uma medida de nível superior do raciocínio simbólico e é especialmente apropriado para funções que requeiram a capacidade para trabalhar com problemas complexos de uma forma sistemática e analítica como, por exemplo, em análise de sistemas e em desenvolvimento de programas.
    Tempo de aplicação: 35 minutos
    N.º de questões: 40


  • Raciocínio Espacial (código: SIT7-ST7) Avalia a capacidade para visualizar relações espaciais. De forma mais específica, mede a capacidade para visualizar e manipular formas em três dimensões, apresentadas num desenho bidimensional. O teste é particularmente discriminativo e indicado para engenheiros, designers, desenhadores e informáticos que trabalhem com gráficos ou software CAD/CAM.
    Tempo de aplicação: 20 minutos
    N.º de questões: 40
 
AOB - Bateria para Escritório Eletrónico
A Bateria para Escritório Eletrónico identifica as aptidões necessárias para trabalhar num ambiente informatizado. Pode ser utilizada na seleção de jovens sem experiência, que acabaram de sair do sistema de ensino, ou com profissionais experientes. É adequada para funções administrativas ou de supervisão em empresas da área da Banca, Construção Civil, Comércio ou do Setor Público. É ajustada sobretudo para aplicação a pessoas com o 10º ao 12º Ano de escolaridade.

Inclui os testes:

  • Cálculo Numérico Aproximado (código: NE1) Mede a capacidade para estimar o resultado de operações aritméticas. Parte-se do pressuposto de que se tem acesso ao equipamento adequado para efetuar cálculos precisos, sendo então importante detetar os erros que tenham eventualmente ocorrido na introdução dos dados.
    Tempo de aplicação: 10 minutos
    N.º de questões: 50


  • Verificação de Dados (código: CC2) Avalia a capacidade para comparar informação apresentada em formatos diferentes. A tarefa consiste em verificar com rapidez e precisão se determinada informação está transcrita correctamente no print de uma impressora. É necessário identificar os dados adequados, compreender o seu novo formato e, finalmente, verificar se foram transcritos adequadamente.
    Tempo de aplicação: 17 minutos
    N.º de questões: 40


  • Instruções Codificadas (código: CI3) Mede a capacidade para compreender e seguir instruções apresentadas em código (linguagem máquina). A partir de um texto que explica como armazenar e recuperar determinada informação de um processador, torna-se necessário compreender as instruções apresentadas e decidir qual o código a introduzir para efetuar a operação requerida.
    Tempo de aplicação: 23 minutos
    N.º de questões: 40
 
PTB - Bateria para Funções Administrativas
A Bateria para Funções Administrativas foi concebida para a selecção de profissionais para todos os tipos de funções burocrático-administrativas. É sobretudo adequada para utilização com candidatos que tenham no mínimo o 9º Ano de Escolaridade e no máximo o 12º Ano. Ajustada para avaliar empregados administrativos, secretárias, chefes administrativos, operadores de computador.

Inclui os testes:

  • Utilização de Palavras (código: VP1.1) Mede as competências de utilização de vocabulário, ortografia e construção gramatical necessárias na redação e no processamento de correspondência.
    Tempo de aplicação: 10 minutos
    N.º de questões: 30


  • Operações Numéricas (código: NP2.1) Mede aptidões numéricas fundamentais. A ênfase neste teste situa-se em realizar cálculos simples e na compreensão de operações aritméticas. A dificuldade desta prova adequa-a a ser aplicada a candidatos com habilitações entre o 9º e o 12º anos.
    Tempo de aplicação: 7 minutos
    N.º de questões: 30


  • Verificação de Informação (código: CP3.1) Avalia a rapidez e precisão na verificação de informação detalhada. Detalhes manuscritos têm de ser comparados com cópias impressas e as diferenças registadas de acordo com um dado código.
    Tempo de aplicação: 7 minutos
    N.º de questões 40


  • Classificação (código: CP4.1) Apropriado para funções que impliquem arquivar e lidar com informação. É pedido aos candidatos para classificarem informação de acordo com um sistema de regras que lhe é fornecido e para registarem as suas ações sob a forma de código.
    Tempo de aplicação: 7 minutos
    N.º de questões: 60


  • Compreensão Verbal (código: VP5.1) Mede a aptidão para interpretar e compreender informação escrita. Requer um nível de aptidão mais elevado do que o VP1.
    Tempo de aplicação: 18 minutos
    N.º de questões: 40


  • Raciocínio Numérico (código: NP6.1) Avalia a capacidade para efetuar raciocínios numéricos simples, resolvendo problemas que envolvem decimais, frações e gráficos.
    Tempo de aplicação: 15 minutos
    N.º de questões: 30


  • Verificação Burocrática (código: CP7.1) Mede a velocidade e precisão na comparação de séries de letras ou números. O candidato tem de procurar a série idêntica à que lhe é dada entre cinco alternativas. Destina-se à avaliação de administrativos cuja função envolva verificações burocráticas de rotina.
    Tempo de aplicação: 10 minutos
    N.º de questões: 80
 
TTB - Bateria para Funções Técnicas
A Bateria para Funções Técnicas consiste numa série de testes que têm sido extensivamente revistos, atualizados e validados. Foi posta uma ênfase particular nas exigências dos atuais locais de trabalho. É sobretudo adequada para aplicação a candidatos com cursos tecnológicos equivalente ao 11º/12º Anos. Ajustada para avaliar candidatos a formações técnicas, técnicos especialistas, operadores de processo, operadores qualificados, supervisores técnicos.

Inclui os testes:

  • Compreensão de Palavras (código: VT1.1) Mede as aptidões no que se refere à utilização de vocabulário e competências verbais básicas, de acordo com as exigências das funções de índole técnica. Os itens do teste englobam completamento de frases, significado de palavras, sinónimos e antónimos.
    Tempo de aplicação 12 minutos
    N.º de questões: 36


  • Cálculo Numérico (código: NT2.1) Esta prova avalia a capacidade básica para trabalhar com números. É adequada para a aplicação a candidatos a nível de Operadores Qualificados, Aprendizes e Supervisores Técnicos. A ênfase é colocada na compreensão das relações e operações numéricas, assim como na rapidez e precisão de cálculo. Esta é uma aptidão fundamental em muitas funções técnicas.
    Tempo de aplicação 10 minutos
    N.º de questões: 36


  • Percepção Visual (código: ET3.1) Mede a perceção espacial. Este teste é particularmente indicado para a avaliação de operários qualificados ou técnicos cuja função implique trabalhar com desenhos, esquemas ou gráficos, operar com máquinas móveis ou arrumar materiais em armazém.
    Tempo de aplicação: 10 minutos
    N.º de questões: 36


  • Compreensão Mecânica (código: MT4.1) Mede a capacidade para perceber princípios mecânicos básicos e a sua aplicação a vários mecanismos como roldanas, engrenagens e alavancas. Esta é uma aptidão fundamental em várias funções técnicas. Este teste foi construído de modo a que os seus itens sejam o mais possível independentes dos efeitos da aprendizagem e da experiência prévias, e o seu nível de dificuldade torna-o apropriado para ser aplicado a candidatos com habilitações iguais ou superiores ao Ensino Secundário.
    Tempo de aplicação: 18 minutos
    N.º de questões: 36


  • Compreensão de Instruções Técnicas (código: VT5.1) Mede a capacidade para compreender informação escrita do tipo daquela com que os profissionais são habitualmente confrontados ao lerem manuais técnicos, como os referentes ao funcionamento de máquinas e às instruções para operar com estas.
    Tempo de aplicação: 20 minutos
    N.º de questões: 36


  • Raciocínio Numérico (código: NT6.1) Avalia a capacidade para efetuar raciocínios numéricos simples, com ênfase na compreensão, raciocínio e reconhecimento de estratégias rápidas para chegar às soluções. Contém questões relacionadas com métodos de produção, o que torna este teste particularmente relevante para funções técnicas. Os candidatos podem utilizar uma máquina calculadora.
    Tempo de aplicação: 12 minutos
    N.º de questões: 25


  • Identificação de Erros (código: FT7.1) Avalia a capacidade de identificar erros em sistemas lógicos. Não são necessários conhecimentos especializados. É fornecido ao candidato um conjunto de sequências representando vários processos de transformação. A sua tarefa consiste em localizar, em cada sequência, o processador específico que não está a funcionar da forma indicada.
    Tempo de aplicação: 18 minutos
    N.º de questões: 36


  • Reconhecimento Espacial (código: ST8.1) Mede a capacidade para reconhecer formas em duas dimensões e é relevante para qualquer situação em que a aptidão espacial básica seja importante.
    Tempo de aplicação: 10 minutos
    N.º de questões: 36
 
WSSP - Bateria para Funções da Produção
A Bateria para Funções da Produção avalia capacidades básicas de raciocínio de candidatos para trabalhar em ambientes fabris e de linhas de produção. É adequada para ser aplicada a candidatos com baixas habilitações escolares. Ajustada para avaliar operários semi-qualificados e trabalhadores da produção.

Inclui os testes:

  • Compreensão de Instruções (código: VWP1) Aptidão para raciocinar e interpretar informação escrita. Esta prova foi concebida para avaliar esta capacidade em operários especializados, já que algumas funções de produção exigem que o profissional leia e compreenda mensagens escritas pouco complexas e execute instruções escritas simples.
    Tempo de aplicação: 12 minutos
    N.º de questões: 39


  • Trabalho com Números (código: NWP2) Capacidade para raciocinar com base em informação numérica. Muitas funções fabris exigem que os operários façam cálculos numéricos simples de forma rápida e correta. O conteúdo deste teste foi construído com a finalidade de avaliar esta aptidão profissional.
    Tempo de aplicação: 10 minutos
    N.º de questões: 36


  • Verificação de Elementos (código: CWP3) Mede a aptidão para verificar qual o conjunto de interruptores que corresponde a um conjunto de luzes, de acordo com uma série de regras simples. Esta capacidade é importante sempre que se opera ou monta equipamento de controlo ou produção industrial.
    Tempo de aplicação: 7 minutos
    N.º de questões: 30
 
WSSD - Bateria para Funções da Produção - Destreza Manual e Digital
Os testes de Destreza da Bateria para Funções da Produção avaliam capacidades importantes para muitas funções no fabrico e produção industriais. Inclui dois testes, um de Destreza Digital (FINDEX) e outro de Destreza Manual (MANDEX).

FINDEX: Um teste de destreza digital fina de fácil aplicação. O candidato tem de inserir as varas de metal em pequenos buracos e que fixá-las com a ajuda de uma chave de fendas. A área de trabalho é de pequena dimensão e é necessário utilizar ambas as mãos para completar a tarefa.
Tempo de aplicação: 7 minutos

MANDEX: Mede a capacidade para montar objectos mecânicos, com particular ênfase na destreza manual. É apresentada ao candidato uma estrutura pré-montada (num dos lados de uma base de madeira), que consiste em seis placas de metal fixadas umas às outras por uma série de anilhas, tubos, porcas e parafusos. Usando esta estrutura como modelo, a tarefa consiste em construir uma peça idêntica utilizando as placas e as peças fornecidas.
Tempo de aplicação: 15 minutos

 
Modo de Aplicação papel e lápis
cotação por leitura óptica
aplicação por computador (MGIB, CRTB, CCAS)
Requisitos
de Formação
formação OT