O modo como as organizações selecionam os seus colaboradores varia enormemente de um empregador para outro. O que a maioria tem em comum, todavia, é a existência de várias fases. Por exemplo: 

  • A sua candidatura e a dos outros candidatos decorrem de se terem sentido atraídos pela antevisão do conteúdo do trabalho, pelo que a organização oferece ou por ambos os fatores.

Tradicionalmente, a candidatura é feita através de um formulário de candidatura ou pela apresentação do seu CV (e referências).

  • O processo de seleção pode envolver várias etapas. Cada etapa é concebida para filtrar e reduzir o número de candidatos.

A filtragem inicial é feita com base nalguns critérios básicos, como a experiência e as qualificações. Pode também existir alguma avaliação de informação mais qualitativa, obtida com formulários de candidatura.

Após esta primeira filtragem, um dos procedimentos mais comuns é pedir às pessoas pré-selecionadas para

  • comparecerem em entrevistas
  • responderem a alguns testes de aptidões

Contudo, nesta fase pode tembém acontecer que lhe peçam para realizar algo do seguinte, em conjunto ou em vez do descrito acima:

  • Questionários de personalidade & motivação
  • Inventários de interesses
  • Assessment Centres
  • Exercícios de simulação

Mais uma vez, o número de candidatos que passará à fase seguinte diminuirá significativamente. Para alguns postos de trabalho e em algumas organizações, esta será a fase final.

Pode ocorrer uma segunda entrevista para confirmar detalhes finais.

Para obter informação sobre como preparar-se para o processo de avaliação, veja dicas e pistas